História

Em 1987, durante plena discussão da nova Constituição, um grupo de pessoas insatisfeitas com o rumo da política brasileira decidiu trocar a indignação e angústia pela ação efetiva: verificar o que estavam fazendo os políticos eleitos para resolver os complexos problemas coletivos.

Acreditando na importância do voto consciente e na necessidade de cobrar e acompanhar o trabalho dos nossos representantes políticos, eleitos pelos cidadãos, fomos à Câmara Municipal de São Paulo iniciar o acompanhamento diário das atividades dos vereadores. “O que querem?”, “Estão a serviço de quem?”, foi a reação inicial dos parlamentares. Explicávamos que éramos apenas cidadãos que queriam saber sobre os projetos em pauta, as propostas e soluções para os problemas da cidade. Neste princípio, não havia nem o hábito do debate democrático em plenário, poucos eram os vereadores que estavam presentes em todas as sessões, poucos compareciam a todas as votações, poucos discutiam os projetos nas comissões de estudos.

O Movimento Voto Consciente marcou sua presença na discussão e elaboração da Lei Orgânica do Município de São Paulo, vigente até hoje. Também passamos a acompanhar os deputados estaduais na Assembléia Legislativa de São Paulo e hoje temos vários núcleos e parcerias com outras entidades em cidades de todo o Brasil.

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.